Inovar - Acesso

Europa positiva: melhor avaliação, + escola

Clube de Robótica

Blog do Clube Europeu

Projeto Llave Maestra: Abrir Puertas, Derribar Murallas

Projeto Atrévete a Emprender

Blog ERASMUS+

Patrono

Versão para impressão PDF

José Relvas
Foto de José Relvas

José Relvas nasceu na Golegã em 5 de Março de 1858 e faleceu em 31 de Outubro de 1929, na sua casa dos Patudos, em Alpiarça.

 Foi uma grande figura da República, tendo feito parte do Diretório do Partido Republicano que levou a bom termo a implantação da República, a 5 de Outubro de 1910. Foi ele próprio que, nesse mesmo dia, proclamou, das varandas da Câmara Municipal de Lisboa, a implantação da República.
Desempenhou o cargo de Ministro das Finanças, tendo contribuído para a reforma monetária de 1911.
Foi embaixador de Portugal em Espanha onde se destacou pela credibilização, do novo regime político português.
Em 1919 foi chamado à Governação do país, tendo chefiado o ministério então constituído.
Magoado pelas lutas partidárias, José Relvas abandona a política e dedicou-se à administração das suas propriedades agrícolas, passando a residir na sua Quinta dos Patudos, em Alpiarça.
José Relvas além de político foi um grande admirador da cultura, pois chegou a ser violinista, fotógrafo e colecionador de arte. Esta sua faceta artística, levou-o a transformar a sua residência dos Patudos num autêntico palacete – atualmente o conhecido museu dos Patudos.
Com a morte prematura dos filhos, José Relvas deixou em testamento a quinta dos Patudos à Câmara Municipal de Alpiarça, bem como as obras de arte nela existente.
A sua nobreza de carácter determinou que fossem os rendimentos da parte rústica, a suportar os encargos com a construção de uma Instituição de auxílio a idosos e crianças.
Perante o exposto, muito justamente, é o patrono do nosso agrupamento.

 

© 2009 Agrupamento de Escolas José Relvas - Alpiarça
Powered by Joomla! | Ficha Técnica